Ei Mentes Inquietas!
Tudo bem com vocês?!
Hoje eu vim falar de um livro que está sendo o queridinho ultimamente!
A adaptação cinematográfica estreará no dia 7 de Abril, desse ano. Acho que todo mundo já viu o trailer e muita gente chorou com o mesmo. Eu estou super feliz com a escolha dos atores e acho que será uma boa adaptação.
Mas eu vim falar do livro, então, é sempre bom lembrar que esta resenha pode conter spoilers
Livro: Como eu era antes de você
Autor(a): Jojo Moyes
Editora: Intrínseca
Gênero: Literatura estrangeira/Romance
Lançamento: 2013
Páginas:  320
Sinopse do Skoob: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe.
Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de ter sido atropelado por uma moto, o antes ativo e esportivo Will agora desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto. Sua vida parece sem sentido e dolorosa demais para ser levada adiante. Obstinado, ele planeja com cuidado uma forma de acabar com esse sofrimento. Só não esperava que Lou aparecesse e se empenhasse tanto para convencê-lo do contrário.
Uma comovente história sobre amor e família, Como eu era antes de você mostra, acima de tudo, a coragem e o esforço necessários para retomar a vida quando tudo parece acabado.
 "Não pense muito em mim. Não quero que você fique toda sentimental. Apenas viva bem. Apenas viva..."
Após ver o trailer do filme, eu realmente fiquei muito curiosa pela história. Então fui ler o livro. Li a versão digital porque a grana está apertada ultimamente e também não tem mais espaço para livro na minha estante :( 
Eu realmente me surpreendi com esta obra. Eu estava achando que se tratava de um romance bem água com açúcar, com o final previsível. E o livro todo vai fazendo o leitor achar que será assim. Até quando descobrimos a real intenção de Will, em relação a sua vida, achamos que no fim, Lou conseguirá mudar tudo e não é bem assim que acontece.
Mas antes de eu focar nisso, tenho que falar dos ótimos e dos diferentes personagens que encontramos ao longo do livro. A primeira pessoa que quero falar um pouco é Lou. Ela é animada, e expressa isso no seu jeito de se vestir, com roupas coloridas e chamativas. Mas ela é muito conformada com a vida e isso me deixa um pouco desconfortável. Ela é conformada na vida profissional, trabalhando em um café, no mesmo cargo por muito tempo. Eu sei que ela gosta e que o patrão é muito legal com ela, mas ela não tem ambição nesse quesito. A Louisa é conformada também com a vida amorosa, continua namorando um rapaz, Patrick, que não a trata muito bem na maioria das vezes e é viciado com o próprio corpo. E depois de tudo isso, a nossa personagem principal é conformada com o modo com que a família a trata. Ela é uma das provedoras de dinheiro e mesmo assim, a grande família de Lou dá mais apoio para a irmã mais nova.  Tudo isso me incomoda um pouco.
Mas tudo muda quando Louisa perde o emprego e tem de procurar outro, já que sua família precisa de dinheiro. Após muitas tentativas, ela encontra o emprego de cuidadora de Will, que é tetraplégico. Ao contrario de Lou, Will tinha uma vida badalada, adorava esportes radicais, tinha uma namorada maravilhosa e tudo isso foi interrompido quando ele sofreu o acidente que o deixou preso na cadeira de rodas. E é por odiar aquela vida, preso em uma cadeira e dependente de outras pessoas, que Will se torna amargo e quase todas as outras cuidadoras se despediram. Mas Lou é diferente, ela precisa daquele emprego e principalmente do salário. 
Às vezes, eu me perguntava se aquilo não era um mecanismo de defesa de Will, já que a única maneira que encontrou de lidar com sua vida foi fingir que não era com ele que aquelas coisas estavam acontecendo.
Então é assim que se inicia uma relação amigável e ao mesmo tempo tempestuosa. Aos poucos, Will muda Lou, sempre afirmando que ela tem de ter ambição, fazer o que quer, pensar menos nos outros e mais em si mesma e viver, já que Will acha a vida de Lou parada. 
Lou já faz o contrário com Will, ensina a ele que a deficiência dele não é um empecilho para ele viver. Que há muitos modos de viver mesmo em uma cadeira de rodas. E chega um ponto no livro que ela mostra mais isso para Will, já que ela descobre uma decisão que mudará todo o rumo da história, e ela só quer mudar isso e 'salvar' Will. 
Acho que é neste ponto que ficamos mais interligados com o livro e mais esperançosos com um final feliz. 
É isso. Você está marcada no meu coração, Clark. Desde o dia em que chegou, com suas roupas ridículas, suas piadas ruins e sua total incapacidade de disfarçar o que sente. Você mudou a minha vida muito mais do que esse dinheiro vai mudar a sua.
Eu não quero dar spoilers, então vamos falar um pouco de outra coisa nos personagens, agora os coadjuvantes, que me fez gostar deles. Todos eles agiam de uma certa forma por causa de um motivo. Alguns capítulos do livro é narrados por esses personagens e assim podemos entender melhor o lado deles. É como se não tivesse um lado certo ou um lado errado e sim um lado humano, com seus acertos, suas indecisões e imperfeições. 
Avaliação: 

2 Comentários

  1. Antes ainda de mencionarem que viraria filme, eu vi o livro e desejei te-lo, mas ainda não tive a oportunidade. Ao vê o trailer do filme me apaixonei muito, e tenho certeza que é uma história muito envolvente, espero em breve lê-lo e poder vê o filme.
    Bjs

    www.jayhanadenardi.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho certeza que tu vai gostar da história *-*
      Beijos, obrigada por comentar!

      Excluir