Oi Mentes Inquietas, tudo bem com vocês?!
Hoje eu vim resenhar uma adaptação cinematográfica de um livro maravilhoso!
Mas, como eu li o livro há um tempo e não tive tempo de reler antes de ver o filme, não vou comparar  as obras, okay?! 
E já aviso que se você é spoilerfóbico, assista o filme primeiro e depois venha ler a resenha!
Extraordinário - Stephen Chbosky
Data de lançamento: 7 de Dezembro de 2017
Gênero: Drama, Família | Nacionalidade: E.U.A
Sinopse: Auggie Pullman (Jacob Tremblay) é um garoto que nasceu com uma deformação facial, o que fez com que passasse por 27 cirurgias plásticas. Aos 10 anos, ele pela primeira vez frequentará uma escola regular, como qualquer outra criança. Lá, precisa lidar com a sensação constante de ser sempre observado e avaliado por todos à sua volta.
O que falar de um filme que é dirigido pelo mesmo diretor de "As vantagens de ser invisível"? Essa é uma das minhas adaptações cinematográficas preferidas, e uma das que me faz chorar muito. Resultado: Chorei muito vendo "Extraordinário" também. 
O filme conseguiu transpassar totalmente a essência do livro de respeitar o próximo, mesmo o próximo sendo diferente de si. 
O roteiro em geral é simples, assim como a história do livro, mas muito tocante. De modo principal ao mostrar o quão é difícil para Auggie ser aceito na escola. O ponto chave do filme, é manter o modo do livro de mostrar ponto de vistas diferentes de uma mesma história. No filme, vemos o ponto de vista de Via, a irmã mais velha de Auggie; de Jack Will, o primeiro garoto a se aproximar de Auggie; e da Miranda, a melhor amiga da Via.
As atuações são impecáveis, principalmente do Jacob Tremblay, que mesmo com próteses cobrindo todo seu rosto conseguiu transpassar todos os sentimentos e me emocionar muito. A mudança de expressão, os olhares. Um trabalho muito delicado para um ator tão jovem. 
Outro destaque é a atriz brasileira Sônia Braga, que faz uma pequena participação como a avó de Auggie e Via. Para esta, a avó é uma pessoa muito especial, já que ao contrário dos pais, para ela, Via era sua favorita. 
E caso você tenha uma criança em sua família, indico muito leva-la para ver o filme. É ótimo para ensinar os efeitos do bullying, além de ensinar a lição principal tanto do filme, quanto do livro: Vamos criar uma nova regra de vida... Sempre ser um pouco mais gentil que o necessário. - R.J. Palácio. 

Avaliação: 

Deixe um comentário