Coisas que me incomodaram em "A barraca do beijo"

domingo, junho 03, 2018
Oi Mentes Inquietas, tudo bem com vocês?!
Com certeza vocês repararam que aconteceu uma mudança aqui no blog e também acontecerão nos posts. 
Hoje eu vim falar do novo filme da Netflix "A Barraca do Beijo". O filme é baseado no livro da autora Beth Reekles e se trata basicamente de uma comédia romântica adolescente. A sinopse é o seguinte: "Melhores amigos desde sempre, Elle (Joey King) e Lee (Joel Courtney) têm a inventiva ideia de gerenciar uma barraca do beijo durante um evento da escola. Para fazer da proposta um sucesso, a garota tenta convencer o galã Noah (Jacob Elordi), seu crush e irmão mais velho de Lee, a participar da brincadeira. Ele mostra-se irredutível, mas os dois acabam se aproximando como nunca, o que estremece a amizade de Elle e Lee". (Adoro Cinema
Mesmo sendo uma história adolescente bem água com açúcar há muitas coisas que eu considerei bem machista e errado. Uma das primeiras cenas que classifico assim é quando a Elle rasga uma calça de uniforme enquanto a outra está lavando e precisa ir à escola usando uma saia de pregas que fica bem curta já que seu corpo desenvolveu. Ao chegar, ela meio que parou o colégio, todo mundo ficou olhando e comentando e UM GAROTO BATEU NA BUNDA DELA! Sim, só porque ela estava usando uma saia curta um garoto sentiu neste direito --' 
Por conta desta situação, o Noah, irmão mais velho do Lee, brigou com o garoto e ambos acabaram na diretoria, inclusive a Elle. O diretor resolve castigar não só os rapazes mas a menina também por estar utilizando uma roupa inapropriada. No século XXI, really?! 
Outras coisas que me chamaram a atenção é a forma que Noah trata Elle quando os dois começam a ficar juntos. Ele obviamente tem algum problema em controlar a raiva e age de uma maneira bem violenta e ciumenta com a garota, tentando controlar a mesma antes mesmo de ter qualquer relação amorosa com ela. 
O fato do Lee querer terminar uma relação de anos com a Elle e meio que querer controlar por quem ela se apaixona é também algo que me irrito. Eles criaram uma regra de não se relacionar com parentes quando tinha 6 anos e só porque Elle a quebrou Lee meio que a exclui de sua vida. Esse fato me chamou muita atenção para a relação de amizade tóxica e que ela existe tanto quanto um relacionamento abusivo. 
Muitas outras coisas como o fato da Elle ter de beber e mentir para se sentir aceita entre as garotas populares, pequenos assédios e sexualização do corpo dela também me deixaram bem insatisfeita com o filme, mas com todos esses defeitos, o filme consegue ser um bom passatempo para quem realmente é fã desse gênero. 

Nenhum comentário:

Feito por Lídia Munt. Tecnologia do Blogger.